A Intermediação de Maria Mãe dos Homens
para nos levar ao Cordeiro de Deus

'O ROSÁRIO É A VIDA DE CRISTO CONTEMPLADA COM O OLHAR DE MARIA'
"
Maria é aquela que nos acompanha na escuridão da noite até o clarear do novo dia”

  O Primeiro - o número 1  na Internet.- clique aqui
Criado em 30 de março de 2005

Não confundir o site do Terço dos Homens : www.tercodoshomens.com.br
com o
www.tercodoshomens.org.br que é o mesmo 
www.tercodoshomensmaerainha.org.br

Este site apresenta, com exclusividade, o Terço dos Homens rezado nas suas origens pelo primeiro tesoureiro,  
um dos fundadores do grupo. Sr. Manoel Pedral, falecido à mais de 37 anos -
ouçam


84 ANOS DE GRAÇAS E BÊNÇÃOS no Brasil e no mundo

Reflexão recebida do site: www.buscantonovasaguas.com.br

PÁGINA INICIAL

15//11/2020 - "De lâmpadas acesas"

Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa

Aproximando-se o fim do ano litúrgico, a Liturgia é marcada pelo pensamento do Fim, fim da vida, fim do mundo e faz um apelo à vigilância para a grande chegada do Senhor que vem.

A 1ª Leitura louva a busca da Sabedoria proveniente de Deus e ordenada ao serviço.
Esta Sabedoria torna prudentes os homens, ensina-lhes a não desperdiçar a vida em coisas vãs, e sim a empenhá-la no serviço divino à espera de Deus. (Sb. 6, 12-16)

Na linguagem bíblica, sabedoria se identifica com a pessoa de Cristo, que é a plenitude da sabedoria. Quem a procura, a encontra... desde já...

Para que a Sabedoria ilumine a vida do homem, só é preciso disponibilidade para acolher.

Na 2ª Leitura, Paulo fala do destino eterno dos homens.

A vida terrena não termina no vazio, mas no encontro com Cristo, que virá para concluir a História humana.

A morte nos introduzirá nas núpcias eternas, onde estaremos sempre com o Senhor. (1ª Tess. 4, 13-18)

O Evangelho apresenta o início do sermão escatológico, o quinto e último dos grandes sermões, que estruturam o evangelho de Mateus. (Mt. 25, 1-13)

Encaixa-se bem no ambiente dos últimos domingos do Ano Litúrgico.

Sob a figura de núpcias, apresenta as relações entre Deus e o homem.

O Filho de Deus desposou a humanidade ao encarnar-se.

Depois consumou estas núpcias na cruz com que remiu os homens e os ligou a si, reunindo-os na Igreja, sua mística esposa.

Assim a existência é uma vigilante espera do esposo, ocupada em boas obras, que são o óleo que alimenta a lâmpada da fé.

+ As Virgens prudentes, preparadas, previdentes, atentas aos sinais dos tempos, representam o cristão que acendeu um dia a chama da fé no batismo, e continua alimentando essa fé, com a Oração... com os Sacramentos...    com a Palavra de Deus.... e continua ainda hoje fiel a Deus e sempre atento às vindas do Cristo...

+ As Virgens imprudentes, imprevidentes, acomodadas, julgam que no momento oportuno haverá alguém que as ajude....

Elas representam o cristão despreocupado com as realidades profundas.

Apenas se contenta de ter aceso à chama da fé com o Batismo, mas hoje não participa da Missa, nem de grupos de reflexão, não estuda, não atua em nenhuma pastoral, não se responsabiliza por nada.

Muitas vezes Cristo cruza o seu caminho e mesmo vai ao encontro dele, mas ele distraído não o reconhece e nem faz caso.

São aqueles aos quais Cristo um dia fechará a porta, dizendo aquelas terríveis palavras: "Eu não vos conheço"...

E a Parábola conclui: "portanto ficai vigiando, pois não sabeis qual será o dia, nem a hora..."

A Parábola era atual para os cristãos daquele tempo, que esperavam a Parusia (esta vinda) para breve.

Mateus desejava passar a eles uma mensagem de Vigilância.

* A vida do cristão é considerada como um empenho de fidelidade nupcial    a Cristo, inspirada por um amor que não admite compromissos.

Assim vivida, a existência é uma vigilante espera do esposo, ocupada em boas obras, que são o óleo que alimenta a lâmpada da fé.

Quem espera o Senhor com a lâmpada acesa entrará no banquete...

O que significa Vigiar?

+ Ser Previdentes: alimentando essa chama, com reserva, não apenas o mínimo necessário.

Se faltar o óleo, a comunidade empaca, não anda, não realiza a festa e não participa dela.

Sem óleo, a lâmpada se apaga e a comunidade estaciona...

+ Estar Atentos: aos sinais de Deus, para reconhecer o seu rosto e sua voz...

- no grito do pobre, no desespero do marginalizado, no pranto do doente...

- naquele que anuncia a Paz, naquele que clama por justiça, por amor, por respeito, por igualdade...

Vigilância é sinal de amor, quem ama fica vigilante aguardando... mesmo se ele demora para chegar...

Por isso, vemos que o esposo não virá somente uma vez no fim do mundo, mas é preciso esperá-lo todos os dias...

+ Deus está sempre conosco: Jesus permanece sempre ao nosso lado.

Há, porém, momentos de um encontro mais profundo: são as visitas de Deus; sobretudo a última para a qual o Senhor chamou hoje especial atenção.

Mas quem vive vigilante, não se preocupa... pelo contrário, aguarda com profunda esperança esse momento.

Cristo continua advertindo também a nós: "ficai vigiando..." para que o Cristo não fique despercebido e um dia, fechando-nos a porta, ele nos diga aquelas terríveis palavras: "Eu não vos conheço..."

A Liturgia de hoje nos convida a esperar

- com muito amor na lâmpada do nosso coração e

- com muita sabedoria na lâmpada de nossa mente.

Que assim seja.

 O Terço (Rosário) dos Homens não exige nada e não cobra nada da vida pessoal dos seus participantes, o que faz com que seus membros se sintam livres, e a liberdade dá ao homem o poder de ser aquilo que ele deseja ser, daí as transformações se sucederem de modo espontâneo causado pelo contato que os mesmos passam a ter com Deus por intercessão de Maria.