A Intermediação de Maria Mãe dos Homens
para nos levar ao Cordeiro de Deus

'O ROSÁRIO É A VIDA DE CRISTO CONTEMPLADA COM O OLHAR DE MARIA'
"
Maria é aquela que nos acompanha na escuridão da noite até o clarear do novo dia”

  O Primeiro - o número 1  na Internet.- clique aqui
Criado em 30 de março de 2005

Não confundir o site do Terço dos Homens : www.tercodoshomens.com.br
com o
www.tercodoshomens.org.br que é o mesmo 
www.tercodoshomensmaerainha.org.br

Este site apresenta, com exclusividade, o Terço dos Homens rezado nas suas origens pelo primeiro tesoureiro,  
um dos fundadores do grupo. Sr. Manoel Pedral, falecido à mais de 37anos -
ouçam


75 ANOS DE GRAÇAS E BÊNÇÃOS no Brasil e no mundo

ESTATUTO DA PASTORAL TERÇO DOS HOMENS – PASTHOM
ARQUIDIOCESE DE FEIRA DE SANTANA – BA
Feira de Santana  22 de Setembro 2010

PÁGINA INICIAL

1 - OBJETIVO:

                         A Pastoral tem como objetivo agregar todos os homens, convidando-os á recitação do Terço Mariano, bem como, seguir os ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo através do seu Evangelho e da Santa Madre Igreja, trazendo, desta forma, os homens para o seio da Igreja, conscientizando-os e motivando-os ao conhecimento espiritual, social e familiar perante a comunidade.

2 - IDENTIFICAÇÃO:

                         Os Grupos do Terço, será designado e conhecido como Movimento Pastoral Terço dos Homens – PASTHOM.

3 - SEDE DA PASTORAL

                         A sede ou Escritório Central terá o endereço de acordo as condições financeiras, em concordância entre a coordenação e o arcebispado.

                         Neste endereço sede, a Pastoral receberá suas correspondências, visitantes, sugestões, reuniões, e formações e poderá, abrir núcleos em qualquer município pertencente a Arquidiocese, desde que para isso, seja aprovado e comunicado pelos Párocos e Bispos.

4 - PADROEIRO / PADROEIRA – DA PASTORAL

                         Temos como Padroeira Nossa Senhora de Fátima. E Padroeiro o Papa João Paulo ll.

                         A Padroeira de cada Grupo Paroquial, será sempre a da Paróquia ou em concordância com o Pároco, o nome que for escolhido.

                         A Direção Espiritual dos Grupos Paroquiais, será sempre do Pároco.

5 - MEMBROS DOS GRUPOS:

                         O Terço dos Homens, será composto exclusivamente por homens em toda instância, não sendo permitida a participação da mulher, salvo porém, quando o grupo convidar as famílias para recitação do Terço ou aprofundamento em concordância com o Pároco.

                         O Terço dos Homens, agregará todos os homens da Igreja Católica Apostólica Romana, independente de cor, raça, estado civil, condição social ou indiretamente sem religião, bastando para tanto, aceitar os Princípios do Evangelho, a Veneração a Nossa Senhora Mãe de Deus e dos Homens, o respeito e obediência a hierarquia da Igreja e aos seus ensinamentos, tendo Jesus Cristo como Centro de nossa vida, oração e testemunho e como nosso Salvador.

6 - ORGANIZAÇÃO:

                         O Terço dos Homens, deverá ser organizados em toda área Arquidiocesana, das Paróquias e em outros locais: Capelas, Centros Sociais, hospitais, Quartéis Militares, Comunidades etc. Tudo isso em comunicação com os Párocos locais.

                         O Terço dos Homens da Arquidiocese, será dividido em Secretárias Regionais (Vicariais), tendo sempre um Secretário responsável local que responderá junto a Coordenação Arquidiocesana de todo movimento dos grupos em sua regional.

                         Este Secretário, será aprovado pelos grupos de sua regional com aprovação da Coordenação Arquidiocesana.

7 - COORDENAÇÃO ARQUIDIOCESANA / DIREÇÃO ESPIRITUAL

                         O Terço dos Homens, deverá ser dirigido e coordenado da seguinte forma:

- ORIENTADOR ESPIRITUAL: Arcebispo Metropolitano, Bispo Auxiliar, ou, um Sacerdote indicado pelo Arcebispo que ficará responsável espiritualmente de acompanhar, orientar, sugerir atividades espirituais para o bom desenvolvimento da pastoral, convocar aprofundamentos, formações, indicar um formador Litúrgico, confissões, Missas, aconselhamentos, participando das reuniões ou delegando seu auxiliar direto (Sacerdote), quando da sua ausência.

- COORDENADOR ARQUIDIOCESANO: Membro escolhido pelas Coordenações Regionais ou Equipe Provisória, em eleição convocada para esta finalidade com antecedência de 60 dias do termino do mandato anterior e apresentado ao Arcebispo para aprovação. Cabe ao Coordenador Arquidiocesano: Acompanhar, Orientar, Sugerir Projetos e Atividades Pastorais, aglutinar coordenadores de grupos, passando-os determinações, podendo projetar encontros, aprofundamentos, retiros convidar formadores, pregadores, ministérios e formar equipes de apoio, de infraestrutura de música, fundar secretárias. O Coordenador, poderá afastar membros que não comungue ou aceite os princípios da Pastoral, bem como: desobediência. Será da escolha do Coordenador os dois Tesoureiros, e os dois Secretários.

                         O Coordenador, deverá sempre ser uma pessoa imparcial, prudente, um homem de oração, capaz, solicito, humilde, mostrando sempre o caminho de Jesus e Maria e nunca afastar-se da oração.

- VICE-COORDENADOR: Membro escolhido pelas coordenações regionais em eleição convocada para esta finalidade. Auxiliar nos trabalhos pastorais substituindo o Coordenador em casos de impedimento e Renúncia, ausência, doença, mudança de domicilio ou viagens. O Vice-Coordenador passa pela aprovação do Arcebispo Metropolitano.

1 – TESOUREIRO: Registrar as entradas e saídas de numerários no Livro Caixa e apresentar sempre que preciso um Balancete das atividades financeiras. O Tesoureiro administrará a Conta Bancária, que será em seu Nome do Coordenador e Vice-Coordenador.

2 – TESOUREIRO: Acompanhará os trabalhos do Tesoureiro Titular, e substituirá em casos especiais de renúncia, ausência, doença, ou outros impedimentos que venha surgir.

1 – SECRETÁRIO: Acompanhar e participar das reuniões ordinárias e extraordinárias, registrando em Livro Ata, as decisões tomadas em reuniões, onde passará para o Coordenador e Vice-Coordenador para aprovação.

2 - SECRETÁRIO: Acompanhar e participar das reuniões, substituindo o Secretário Titular em casos especiais. È função do Segundo Secretário, a divulgação de eventos junto aos grupos, cadastramento, inscrições etc.

TEMPO DE MANDATO DA COORDENAÇÃO:

                         O Tempo de mandato da Coordenação da Pastoral Terço dos Homens, será de (2 Anos), de acordo as diretrizes Eclesiásticas, e o inicio do mandato da coordenação, será sempre após sessenta dias da eleição, para que o antigo coordenador possa regularizar algumas situações ou pendências.

                         Caso haja possibilidade e em comum acordo com o Arcebispado, poderá haver reeleição do Coordenador e Vice, passando a livre escolha do coordenador e vice, a formação da tesouraria e secretarías e novamente sob aprovação do Arcebispo.

                         O Tempo Maximo do Coordenador a frente da Pastoral é de 02 Anos, sujeito a mais 02 Anos, somando-se 04 anos no Maximo.

                         Será eleito para o Cargo de Coordenador e Vice-Coordenador, aqueles que obtiverem a maioria simples dos votos, e em caso de empate, terá novamente no local uma nova votação, se permancer empate, o antigo coordenador terá direito a um voto, juntamente com a autoridade Eclesiástica presente que também terá direito a um voto.

                         Para o Cargo de Coordenador da Pastoral Terço dos Homens da Arquidiocese, só poderá se candidatar quem estiver particpando ativamente em seu grupo de origem á mais de dois anos, com Conhecimento Doutrinal Católico ou estar cursando ou terminado o Curso de Teologia Extensiva ou formações comprovadas, patrocinadas pela Arquidiocese, ou ter sido coordenador de grupo pelo período de 02 anos. (O Curso Extensivo é uma exigência da Igreja para formação de lideres e missionários leigos)

                         O Coordenador eleito, cumprirá seu mandato em comunhão com a Igreja, colocando a Pastoral a disposição da Arquidiocese, das Paróquias, das Comunidades, das Campanhas, e das situações que julgarem extraordinárias, dando prioridades as visitações, organizações, fundações de grupos, formações, encontros, sugerindo projetos, incentivando-os a recitação do Santo Terço para o bom crescimento da pastoral.

REUNIÕES DA COORDENAÇÃO:

                          A Coordenação se reunirá uma vez no mês em datas agendadas, exceto, quando das atividades ou encontros, e parará em período de férias na segunda quinzena de dezembro e voltará na segunda quinzena de janeiro, podendo se reunir extraordináriamente em qualquer tempo ou lugar, desde, que haja convocação antecipada espedida aos membros.

                          A cada semestre, a coordenação deverá se reunir com o Arcebispado e Diretores Espirituais para avaliação dos trabalhos pastorais e espirituais.

                          Os momentos de Oração, com a recitação do Santo Terço em homenagem a Nossa Senhora, preferencialmente, deve ser no interior das Igrejas, salões paroquiais, capelas, ou outro local comprovadamente religioso ou respeitoso.

                          A Igreja ou qualquer outro recinto onde esteja o Grupo Terço dos homens, deve ser tratado com respeito, guardando o silêncio em clima de oração.

Observação: Caso haja conduta irregular por parte do Coordenador, o Vice-Coordenador levará ao conhecimento do Arcebispo, caso haja envolvimento dos dois, o coordenador anterior levará ao conhecimento dos coordenadores de grupos e consequentemente ao Arcebispo e será convocado uma nova eleição.

CONTRIBUIÇÃO DOS GRUPOS:

                          Todos os Grupos do Terço dos Homens, contribuirão com um valor simples, dentro das condições de cada grupo, para, junto a Pastoral fazer frente as despesas sociais, aluguel da Casa Pastoral, de encontros, formações, viagens dos coordenadores, telefone e outras.

                          A Pastoral Terço dos Homens, é um movimento sem fins lucrativos, que se destina somente a missão de evangelizar.

                          As viagens e estadias de alguns membros da coordenação, deverá ser apresentada previamente ao Arcebispo através de uma síntese dos trabalhos que serão apresentados no local de destino ou (Encontro).

                          As despesas de viagens rodoviárias ou aérea, hotel, táxi, lanches, almoço ou outras despesas deverá ser comprovadas através de notas fiscais ou recibos carimbados.

                          Viagens de até 800 Km será por via rodoviária, acima disto, via aérea.

                          A Pastoral jamais poderá onerar os grupos com exigência de valores de contribuições acima do que eles podem contribuir. Os grupos só poderão ajudar com contribuições em eventos que envolva a Pastoral a nível de Arquidiocese.

DISPOSIÇÕES FINAIS:

                          Qualquer membro da Pastoral Arquidiocesana ou de qualquer Grupo de Oração do Terço dos Homens, que vier a candidatar-se para cargo eletivo político partidário, deverá desvincular-se seis meses (6 Meses) antes, de qualquer função dentro da pastoral ou grupo.

                          Campanha partidária, apresentação de candidatos é terminantemente proibido, salvo, se dentro do Movimento um membro estiver concorrendo ao mandato partidário, mesmo assim, o Coordenador só informa ao Movimento Pastoral, que existe um irmão (membro) que é candidato a eleição partidária com aprovação exclusiva do Conselho Presbiteral e do Arcebispo.

                          A Igreja motiva e incentiva qualquer membro a candidatar-se ao pleito eletivo partidário, defendendo sempre a vida e o direito justo aos filhos de Deus. Mas, a Igreja não participa de campanhas, conchavos, predileção, associações ou qualquer outra forma que venha beneficiar partidos políticos ou candidatos a se promoverem. A Igreja é livre e soberana na defesa e liberdade de todos os Cristãos. A política partidária causa divergência e discórdia e o papel da Igreja é unir os filhos de Deus em um só propósito dentro do projeto de Deus (Salvação da humanidade).

                          A Pastoral Terço dos Homens, poderá convidar, contratar qualquer Missionário, Pregador, Formador de outras Cidades ou Estado, bem como, Ministérios de Músicas Católicas que achar convenientes para o bem da Pastoral.

                          O Coordenador, deverá estender convites para que os membros participem de formações para o Bom conhecimento do Evangelho, Sacramentos e Catolicismo.

                          Qualquer Grupo ou membro da Pastoral Terço dos Homens que porventura quiser apresentar a outros grupos, convites projetos, indicações de formação, avisos, pregadores ou qualquer outro assunto relevante a Pastoral, terá primeiro que apresentar ao seu pároco, se este aprovar, deverá ser encaminhado a Coordenação da Pastoral para possível analise e esta apresentará ao Arcebispo para analise final. Cabe também apresentar ao pároco destinatário, para sua aprovação.

                           A Pastoral tem a hierarquia e obediência, como manda a Santa Madre Igreja.

                           Qualquer outra observação será bem aceita ou acrescentada a este estatuto, mas, jamais retirado o que aqui está escrito e aprovado. Se acrescentado, terá que informar ao arcebispo.

                           O Presente Estatuto, terá validade após aprovação do Arcebispo Metropolitano, e poderá ser alterado ou acrescentado mediante aprovação do mesmo.

Feira de Santana – BA., 22 de setembro de 2010
Assinam:

PASTHOM - Movimento Pastoral Terço dos Homens                                         Dom Itamar Vian – ARCEBISPO METROPOLITANO


Coordenador - Fernando Franklin Gomes Ferreira                                               Da Arquidiocese de Feira de Santana – Bahia

“DEBAIXO DE VOSSA PROTEÇÃO NOS REFUGIAMOS Ó SANTA MÃE DE DEUS”

 O Terço (Rosário) dos Homens não exige nada e não cobra nada da vida pessoal dos seus participantes, o que faz com que seus membros se sintam livres, e a liberdade dá ao homem o poder de ser aquilo que ele deseja ser, daí as transformações se sucederem de modo espontâneo causado pelo contato que os mesmos passam a ter com Deus por intercessão de Maria Santíssima que sempre foi e será nossa Mãe.

COORDENAÇÃO DO SITE - Av. Des. Gonzaga, 637 - Sala 08 - Cidade dos Funcionários - Fortaleza - Ceará - CEP: 60823-005 - Fone/Faz: 85 - 3275.9276 - 8885.4339 - 9958.7853 contato@tercodoshomens.com.br