'

A Intermediação de Maria Mãe dos Homens
para nos levar ao Cordeiro de Deus

'O ROSÁRIO É A VIDA DE CRISTO CONTEMPLADA COM O OLHAR DE MARIA'
"
Maria é aquela que nos acompanha na escuridão da noite até o clarear do novo dia”

O Primeiro - o número 1  na Internet.- clique aqui
                                                   Criado em 30 de março de 2005

 

Não confundir o site do Terço dos Homens : www.tercodoshomens.com.br
com o
www.tercodoshomens.org.br que é o mesmo 
www.tercodoshomensmaerainha.org.br

Este site apresenta, com exclusividade, o Terço dos Homens rezado nas suas origens pelo primeiro tesoureiro,  
um dos fundadores do grupo. Sr. Manoel Pedral, falecido à mais de 40 anos -
ouçam


81 ANOS DE GRAÇAS E BÊNÇÃOS no Brasil e no mundo

LITURGIA DIÁRIA

PÁGINA INICIAL

Liturgia Diária - do site: do www.cnbb.org.br - Santos(as) do dia: www.a12.com
23/04/18 - Segunda - da Quarta Semana da Páscoa - branca - se após as Leituras desejar rezar o Terço (Rosário) reze os Mistérios Gozosos - clique
Oração da Manhã
Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Senhor, no início deste dia venho, em primeiro, te agradecer por todas as graças que haveis me dispensado,
peço, também, Senhor, saúde e força para trabalhar por Ti, paz para o mundo e sabedoria para com todos, pois
quero olhar o mundo com olhos cheios de amor, ser paciente, compreensivo, manso e prudente;
ver, além das aparências, teus filhos como tu mesmo os vês, e assim não ver senão o bem em cada um.
Cerra meus ouvidos a toda calúnia e guarda minha língua de toda maldade.
Que só de bênçãos se encha meu espírito.
Que eu seja tão bondoso e alegre, que todos que se achegarem a mim, sintam tua presença.
Senhor, reveste-me de tua beleza, e que, no decurso deste dia, eu te revele a todos.

Amém.
Introdução
Espírito Santo, Tu que nos esclareces em tudo e que iluminas os nossos caminhos para alcançarmos os nossos ideais.
Tu que tens o dom divino de perdoar os erros que cometemos, os que ainda iremos cometer e esquecermos o mal que nos fazem.
Queremos Te agradecer por tudo e pedir que aumentes cada vez mais a nossa fé, para que não nos afastemos de Ti, por maiores que sejam as ilusões materiais.
Queremos Te agradecer pela misericórdia que Tens para conosco, nossos entes queridos, nossos amigos e os que convivem conosco.
E finalmente Te pedimos sabedoria e condições necessárias para que os nossos dias sejam dedicados a Ti, a Deus Pai, ao Teu Filho Jesus Cristo e ao
Terço dos Homens por intermédio do Coração Imaculado de Maria Santíssima, nossa mãe.


Amém.
Ritos iniciais
- Viemos aqui conduzidos pelo Bom Pastor, a porta por onde todos são convidados a entrar. Sua proposta é universal, ninguém é excluído do rebanho onde se encontram a vida e a salvação.
Antífona da entrada
- O Cristo ressuscitou dos mortos, já não morre; a morte não tem mais poder sobre ele, aleluia! (Rm. 6, 9).
Ato Penitencial
- Meu Deus, eu me arrependo, de todo coração por todos meus pecados e os detesto, porque pecando, não só mereci as penas que justamente estabelecestes, mas principalmente por vos ofender pois sois sumo bem e digno de ser amado sobre todas as coisas, por isso, proponho firmemente, com a vossa ajuda, não mais pecar e fugir das ocasiões que me levem ao mesmo.
- Ó Deus de poder e misericórdia, que concedeis a vossos filhos(as) a graça de vos servir como devem, fazei que corramos livremente ao encontro das vossas promessas.
- Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.
- Senhor, tende piedade de nós! Cristo, tende piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!
Oração do dia
- Ó Deus, que, pela humilhação do vosso Filho, reerguestes o mundo decaído, enchei de santa alegria os vosso, filhos e filhas que libertastes da escravidão do pecado e concedei-lhes a felicidade eterna.
- Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Liturgia da Palavra - Deus nos fala
- A mensagem da Palavra de Deus não é exclusiva a um grupo, mas se estende a todas as pessoas. Jesus é pastor e porta que dá acesso a vida.
Primeira Leitura: Atos 11, 1-18

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias:
1os apóstolos e os irmãos, que viviam na Judéia, souberam que também os pagãos haviam acolhido a Palavra de Deus.
2Quando Pedro subiu a Jerusalém, os fiéis de origem judaica começaram a discutir com ele, dizendo:
3'tu entraste na casa de pagãos e comeste com eles'!
4Então, Pedro começou a contar-lhes, ponto por ponto, o que havia acontecido:
5'eu estava na cidade de Jope e, ao fazer oração, entrei em êxtase e tive a seguinte visão: vi uma coisa parecida com uma grande toalha que, sustentada pelas quatro pontas, descia do céu e chegava até junto de mim.
6Olhei atentamente e vi dentro dela quadrúpedes da terra, animais selvagens, répteis e aves do céu.
7Depois ouvi uma voz que me dizia: 'levanta-te, Pedro, mata e come'
.
8Eu respondi: 'de modo nenhum, Senhor! Porque jamais entrou coisa profana e impura na minha boca'.
9A voz me disse pela segunda vez: 'não chames impuro o que Deus purificou'.
10Isso repetiu-se por três vezes. Depois a coisa foi novamente levantada para o céu.
11Nesse momento, três homens se apresentaram na casa em que nos encontrávamos. Tinham sido enviados de Cesareia, à minha procura.
12O Espírito me disse que eu fosse com eles sem hesitar. Os seis irmãos que estão aqui me acompanharam e nós entramos na casa daquele homem.
13Então ele nos contou que tinha visto um anjo apresentar-se em sua casa e dizer: 'manda alguém a Jope para chamar Simão, conhecido como Pedro.
14Ele te falará de acontecimentos que trazem a salvação para ti e para toda a tua família'.
15Logo que comecei a falar, o Espírito Santo desceu sobre eles, da mesma forma que desceu sobre nós no princípio.
16Então eu me lembrei do que o Senhor havia dito: 'João batizou com água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo.
17Deus concedeu a eles o mesmo dom que deu a nós que acreditamos no Senhor Jesus Cristo. Quem seria eu para me opor à ação de Deus'?
18Ao ouvirem isso, os fiéis de origem judaica se acalmaram e glorificavam a Deus, dizendo: 'também aos pagãos Deus concedeu a conversão que leva para a vida'!

- Palavra do Senhor
- Graças
a Deus

Responsório: Sl. 41, 2-3. 42, 3. 4 (R. Sl. 41, 3a)

R. A minh'alma tem sede de Deus e deseja o Deus vivo.

R. A minh'alma tem sede de Deus e deseja o Deus vivo.


2. Assim como a corça suspira / pelas águas correntes, / suspira igualmente minh'alma / por vós, ó meu Deus! - R.

3. A minh'alma tem sede de Deus, / e deseja o Deus vivo. / Quando terei a alegria de ver / a face de Deus? - R.

42.3. Enviai vossa luz, vossa verdade: / elas serão o meu guia; / que me levem ao vosso Monte santo, / até a vossa morada! - R.

4. Então irei aos altares do Senhor, / Deus da minha alegria. / Vosso louvor cantarei, ao som da harpa, / meu Senhor e meu Deus! - R.
Aclamação

- Aleluia, aleluia, aleluia.
- Eu sou o bom pastor, conheço minhas ovelhas e elas me conhecem, assim fala o Senhor (Jo. 10, 14).

Evangelho: São João 10, 1-10
- O Senhor esteja convosco.
- Ele está no meio de nós.
- Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João
- Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus:
1'em verdade, em verdade vos digo, quem não entra no redil das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante.
2Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas.
3A esse o porteiro abre, e as ovelhas escutam a sua voz; ele chama as ovelhas pelo nome e as conduz para fora.
4E, depois de fazer sair todas as que são suas, caminha à sua frente, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz.
5Mas não seguem um estranho, antes fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos'
.
6Jesus contou-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que ele queria dizer.
7Então Jesus continuou: 'em verdade, em verdade vos digo, eu sou a porta das ovelhas.
8Todos aqueles que vieram antes de mim são ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os escutaram.
9Eu sou a porta. Quem entrar por mim, será salvo; entrará e sairá e encontrará pastagem.
10O ladrão só vem para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância'
.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor!

1ª Reflexão do site http://evangeli.net feita por: Rev. D. Francesc Perarnau i Cañellas - (Girona, Espanha)
«Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas: as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz».

Hoje continuamos a considerar uma das imagens mais belas e mais conhecidas da pregação de Jesus: o bom Pastor, as suas ovelhas e o redil. Todos temos na memória as figuras do bom Pastor que contemplamos desde pequenos. Uma imagem que era muito querida aos primeiros fieis e que forma parte da arte sacra cristã desde o tempo das catacumbas. Quantas coisas nos invoca aquele pastor jovem com a ovelha ferida às suas costas! Muitas vezes vimo-nos, a nós próprios, representados naquele pobre animal.

Ainda há pouco celebramos a festa da Páscoa e uma vez mais, recordamos que Jesus não falava numa linguagem figurada quando nos dizia que o bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas. Realmente o fez: a sua vida foi a prenda do nosso resgate, com a sua vida comprou a nossa; graças a esta entrega, nós fomos resgatados: «Eu sou a porta. Quem entrar por mim será salvo» (Jo. 10, 9). Encontramos aqui a manifestação do grande mistério do amor inefável de Deus que chega a estes extremos inimagináveis para salvar a criatura humana. Jesus leva até ao extremo o seu amor, até ao ponto de dar a sua vida. Ressoam ainda aquelas palavras do Evangelho de São João introduzindo-nos nos momentos da Paixão: «antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que tinha chegado a sua hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim» (Jo. 13, 1).

De entre as palavras de Jesus gostaria de aprofundar nestas: «Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas e elas conhecem-me» (Jo. 10, 14); mais ainda, «as ovelhas escutam a sua voz (…) e seguem-no, porque conhecem a sua voz» (Jo. 10, 3-4).

É verdade que Jesus nos conhece, mas, poderemos nós dizer que o conhecemos bem, a Ele, que o amamos e que correspondemos como devemos?
2ª Reflexão do site Evangelho Cotidiano: São Tomás de Aquino (1225-1274), teólogo dominicano, doutor da Igreja - Comentário ao Evangelho de João 10, 3
«Quem entrar por mim será salvo».

«Eu sou o bom pastor». É evidente que o título de pastor convém a Cristo. Porque, assim como um pastor leva o seu rebanho a pastar, assim também Cristo restaura os fiéis através do alimento espiritual, que é o seu corpo e o seu sangue. [...] Por outro lado, Cristo afirmou que o pastor entra pela porta e que Ele próprio é essa porta; temos de compreender, pois, que é Ele que entra, e que entra por si mesmo. E é bem verdade: é por si mesmo que Ele entra; manifesta-se a si mesmo e mostra que conhece o Pai por si mesmo, enquanto nós entramos por Ele e é Ele que nos dá a felicidade perfeita.

Mais ninguém é a porta, porque mais ninguém é «a luz verdadeira que a todo o homem ilumina» (Jo. 1, 9). [...] É por isso que nenhum homem afirma ser a porta; Cristo reservou para si este nome, como pertencendo-lhe com propriedade. O título de pastor, porém, comunicou-o a outros, deu-o a alguns dos seus membros. Com efeito, também Pedro o foi (Jo. 21, 15) e os outros apóstolos, e todos os bispos. «Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração», diz a Escritura (Jer. 3, 15). [...] Nenhum pastor é bom se não estiver unido a Cristo pela caridade, tornando-se assim membro do verdadeiro pastor.

O serviço do Bom Pastor é a caridade. É por isso que Jesus afirma que dá a vida pelas suas ovelhas (Jo. 10, 11). [...] Cristo deu-nos o exemplo: «Ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos nossos irmãos» (1
a
Jo. 3, 16).
Preces dos fiéis
1. Protegei, Senhor, o Papa em sua missão de revelar ao mundo o rosto misericordioso do Pai.

As. Senhor, dai-nos vida em abundância.

2. Iluminai os Ministros leigos e agentes de pastoral em sua missão evangelizadora,

3. Animai os missionários em meio às dificuldades de seu serviço ao Reino,

4. Concedi às autoridades civis e políticas a disposição de agir em favor de um mundo justo e fraterno,

5. Revelai vosso amor aos que sofrem as dores do desprezo, da discriminação e do preconceito.

Intenções pessoais
Liturgia Eucarística
- Com as oferendas do pão e do vinho, coloquemos sobre o altar a vida de todos os que atuam como bons pastores para o bem das pessoas.
Sobre as oferendas
- Acolhei, ó Deus, as oferendas da vossa igreja em festa. Vós que sois a causa de tão grande júbilo, concedei-lhe também a eterna alegria.
- Por Cristo, nosso Senhor.
Antífona da comunhão
- Jesus e pôs entre os discípulos e lhes disse: a paz esteja convosco! (Jo. 20, 19)
-
Por Cristo, nosso Senhor.
Depois da comunhão
- Ó Deus, olhai com bondade o vosso povo e concedei aos que renovastes pelos vossos sacramentos a graça de chegar um dia à glória da ressurreição da carne.
- Por Cristo, nosso Senhor.

 O Terço (Rosário) dos Homens não exige nada e não cobra nada da vida pessoal dos seus participantes, o que faz com que seus membros se sintam livres, e a liberdade dá ao homem o poder de ser aquilo que ele deseja ser, daí as transformações se sucederem de modo espontâneo causado pelo contato que os mesmos passam a ter com Deus por intercessão de Maria.