A Intermediação de Maria Mãe dos Homens
para nos levar ao Cordeiro de Deus

'O ROSÁRIO É A VIDA DE CRISTO CONTEMPLADA COM O OLHAR DE MARIA'
"
Maria é aquela que nos acompanha na escuridão da noite até o clarear do novo dia”

O Primeiro - o número 1  na Internet.- clique aqui
                                                   Criado em 30 de março de 2005

 

Não confundir o site do Terço dos Homens : www.tercodoshomens.com.br
com o
www.tercodoshomens.org.br que é o mesmo 
www.tercodoshomensmaerainha.org.br

Este site apresenta, com exclusividade, o Terço dos Homens rezado nas suas origens pelo primeiro tesoureiro,  
um dos fundadores do grupo. Sr. Manoel Pedral, falecido à mais de 40 anos -
ouçam


82 ANOS DE GRAÇAS E BÊNÇÃOS no Brasil e no mundo

LITURGIA DIÁRIA

PÁGINA INICIAL

Liturgia Diária - do site: do www.cnbb.org.br - Santos(as) do dia: www.a12.com
19/06/19 - Quarta-feira - da Décima Primeira Semana do Tempo Comum - verde - se após as Leituras desejar rezar o Terço (Rosário) reze os Mistérios Gloriosos - clique
Introdução
Espírito Santo, Tu que nos esclareces em tudo e que iluminas os nossos caminhos para alcançarmos os nossos ideais.
Tu que tens o dom divino de perdoar os erros que cometemos, os que ainda iremos cometer e esquecermos o mal que nos fazem.
Queremos Te agradecer por tudo e pedir que aumentes cada vez mais a nossa fé, para que não nos afastemos de Ti, por maiores que sejam as ilusões materiais.
Queremos Te agradecer pela misericórdia que Tens para conosco, nossos entes queridos, nossos amigos e os que convivem conosco.
E finalmente Te pedimos sabedoria e condições necessárias para que os nossos dias sejam dedicados a Ti, a Deus Pai, ao Teu Filho Jesus Cristo e ao
Terço dos Homens por intermédio do Coração Imaculado de Maria Santíssima, nossa mãe.


Amém.
Introdução
Espírito Santo, Tu que nos esclareces em tudo e que iluminas os nossos caminhos para alcançarmos os nossos ideais.
Tu que tens o dom divino de perdoar os erros que cometemos, os que ainda iremos cometer e esquecermos o mal que nos fazem.
Queremos Te agradecer por tudo e pedir que aumentes cada vez mais a nossa fé, para que não nos afastemos de Ti, por maiores que sejam as ilusões materiais.
Queremos Te agradecer pela misericórdia que Tens para conosco, nossos entes queridos, nossos amigos e os que convivem conosco.
E finalmente Te pedimos sabedoria e condições necessárias para que os nossos dias sejam dedicados a Ti, a Deus Pai, ao Teu Filho Jesus Cristo
e ao Terço dos Homens por intermédio do Coração Imaculado de Maria Santíssima, nossa mãe.


Amém.
Ritos Iniciais
- A recompensa da generosidade é o amor de Deus. Nós o experimentamos quando entramos em sintonia com o Senhor por meio da oração sincera e das obras e gestos em favor do ouros.
Antífona da entrada
- Ouvi, Senhor, a voz de meu coração, tende compaixão de mim e atendei-me: vós sois meu protetor, não me deixeis, não me abandoneis, ó Deus meu salvador (Sl. 26, 7. 9).
Ato Penitencial
- Meu Deus, eu me arrependo, de todo coração por todos meus pecados e os detesto, porque pecando, não só mereci as penas que justamente estabelecestes, mas principalmente por vos ofender pois sois sumo bem e digno de ser amado sobre todas as coisas, por isso, proponho firmemente, com a vossa ajuda, não mais pecar e fugir das ocasiões que me levem ao mesmo.
- Ó Deus de poder e misericórdia, que concedeis a vossos filhos(as) a graça de vos servir como devem, fazei que corramos livremente ao encontro das vossas promessas.
- Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.
- Senhor, tende piedade de nós! Cristo, tende piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!
Oração do dia
- Ó Deus, força daqueles que esperam em vós, sede favorável ao nosso apelo e, como nada podemos em nossa fraqueza, dai-nos sempre o socorro da vossa graça, para que possamos querer e agir conforme vossa vontade, seguindo os vosso mandamentos.
- Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Liturgia da Palavra - Deus nos fala
- Deus ama e recompensa quem dá com alegria, sem buscar reconhecimento humano para as obras de justiça ue realiza. 
Primeira Leitura: 2ª Coríntios 9, 6-11
Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios

Irmãos:
6’quem semeia pouco colherá também pouco e quem semeia com largueza colherá também com largueza’.
7Dê cada um conforme tiver decidido em seu coração, sem pesar nem constrangimento; pois Deus 'ama quem dá com alegria'.
8Deus é poderoso para vos cumular de toda sorte de graças, para que, em tudo, tenhais sempre o necessário e ainda tenhais de sobra para toda obra boa,
9como está escrito: 'distribuiu generosamente, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre'.
10Aquele que dá a semente ao semeador e lhe dará o pão como alimento, ele mesmo multiplicará as vossas sementes e aumentará os frutos da vossa justiça.
11Assim, ficareis enriquecidos em tudo e podereis praticar toda espécie de liberalidade, que, através de nós, resultará em ação de graças a Deus.

- Palavra do Senhor
- Graças
a Deus
Responsório: Sl. 111 (112)
R. Feliz aquele que respeita o Senhor!

R. Feliz aquele que respeita o Senhor!

1. Feliz o homem que respeita o Senhor / e que ama com carinho a sua lei! / Sua descendência será forte sobre a terra, / abençoada a geração dos homens retos! - R.

2. Haverá glória e riqueza em sua casa, / e permanece para sempre o bem que fez. / Ele é correto, generoso e compassivo, / como luz brilha nas trevas para os justos. - R.

3. Ele reparte com os pobres os seus bens, / permanece para sempre o bem que fez, / e crescerão a sua glória e seu poder. - R.
Aclamação

- Aleluia, aleluia, aleluia.
-
Quem me ama realmente guardará minha Palavra e meu Pai o amará, e a ele nós viremos (Jo. 14, 23).

Evangelho: São Mateus 6, 1-6. 16-18
- O Senhor esteja convosco.
- Ele está no meio de nós.
- Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus
- Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
1'ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus.
2Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa.
3Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita,
4de modo que, a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa.
5Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar em pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa.
6Ao contrário, quando tu orares, entra no teu quarto, fecha a porta, e reza ao teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.
16Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa.
17Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto,
18para que os homens não vejam que tu estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor!

1ª Reflexão do site http://evangeli.net feita por: Rev. D. Antoni Carol i Hostench - (Sant Cugat del Vallès, Barcelona, Espanha)
«Cuidado! Não pratiqueis vossa justiça na frente dos outros, só para serdes notados».

Hoje, Jesus convida-nos a orar para a glória de Deus, com a finalidade de agradar ao Pai, pois foi por isso que fomos criados. Assim o afirma o Catecismo da Igreja: «Deus criou tudo para o homem, mas o homem foi criado para servir e amar a Deus e para lhe oferecer toda a criação». Este é o sentido da nossa vida e o nosso orgulho: agradar ao Pai, comprazer a Deus. Este é o testemunho que Cristo nos deixou. Oxalá o Pai celestial possa dar a cada um de nós o mesmo testemunho que deu do seu Filho no momento de seu batismo: «este é o meu Filho amado; nele está meu pleno agrado» (Mt. 3, 17).

A falta de retidão de intenção seria especialmente grave e ridícula se se produzisse em ações como a oração, o jejum e a esmola, pois se trata de atos de piedade e de caridade, quer dizer, atos que - per se - são próprios da virtude da religião ou atos que se realizam por amor a Deus.

Portanto, «cuidado! Não pratiqueis vossa justiça na frente dos outros, só para serdes notados. De outra forma, não recebereis recompensa do vosso Pai que está nos céus» (Mt. 6, 1). Como poderíamos agradar a Deus se o que procuramos à partida é que nos vejam e ficar bem - em primeiro lugar - perante os homens? Não é que tenhamos que nos esconder dos homens para que nos não vejam, trata-se de dirigir as nossas boas obras diretamente e em primeiro lugar para Deus. Não importa nem é mau que os outros nos vejam: pelo contrário, pois podemos edificá-los com o testemunho coerente das nossas ações.

Mas o que verdadeiramente importa - e muito! - é que vejamos a Deus nas nossas atitudes.

Devemos, pois, «examinar com muito cuidado a nossa intenção em tudo o que fazemos, e não procurar os nossos interesses se queremos servir o Senhor» (S. Gregório Magno).
2ª Reflexão do site Evangelho Cotidiano: Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) (1891-1942) - Carmelita, mártir, co-padroeira da Europa - A oração da Igreja
«Quando rezares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora a teu Pai em segredo».

Todas as coisas são uma só para aqueles que chegaram à unidade profunda da vida divina: o descanso e a ação, contemplar e agir, calar e falar, escutar e abrir-se, receber o dom de Deus e dar amor em abundância nas ações de graças e no louvor. [...]

É preciso escutar em silêncio durante horas, deixar a palavra divina dilatar-se em nós, incitando-nos a louvar a Deus na oração e no trabalho.

As formas tradicionais também são necessárias e devemos participar no culto público como nos ordena a Igreja, para que a nossa vida interior desperte, se mantenha no caminho certo e encontre a expressão que lhe convém.

Para darmos um louvor solene a Deus, precisamos de ter santuários nesta Terra, onde ele seja celebrado com toda a perfeição de que os homens são capazes. Daí subirá aos Céus em nome da Santa Igreja, e agirá sobre todos os seus membros, despertando-lhes a vida interior e estimulando a sua força fraterna. Mas, para que tal canto de louvor seja vivificado desde o interior, também é preciso que haja, nesses locais de oração, tempos reservados ao aprofundamento espiritual em silêncio; doutro modo, tais louvores degenerarão em meros balbucios de lábios, desprovidos de vida.

Graças à existência destes centros de vida interior, esse perigo é afastado; aí, as almas podem meditar diante de Deus no silêncio e na solidão, para serem, no coração da Igreja, cantores do amor que tudo vivifica.
Preces da assembleia
1. Concedei, Senhor, à Igreja seguir firme na missão de conduzir vosso povo, nós vos rogamos,

As.: Dai-nos, ó Pai, amar com carinho vossa lei.

2. Concedei as autoridades sempre buscar pautar suas ações na verdade , na justiça e na honestidade, nós vos rogamos,

3. Concedei as pessoas de boa vontade serem sempre generosas com o próximo e atentas às suas necessidades, nós vos rogamos,

4. Concedei as famílias reconhecer e agradecer cada dia os benefícios que de vós receberam, nós vos rogamos,

5. Concedei-nos que nossa oração e nossas práticas religiosas se traduzam em gestos sinceros de solidariedade, nós vos rogamos,

Intenções pessoais
Liturgia Eucarística
- Aquele que dá a semente ao semeador e lhe dá o pão como alimento nos reúne em torno da mesa sagrada para participarmos do banquete da perfeita justiça.
Sobre as oferendas
- Ó Deus, que pelo pão e vinho alimentais a vida dos seres humanos e os renovais pelo sacramento, fazei que jamais falte este sustento ao nosso corpo e a nossa alma.
- Por Jesus Cristo
vosso Filho.
Antífona da comunhão
- Pai santo, guarda no teu nome os que me destes, para que sejam um como nós, diz o Senhor (Jo. 17, 11).
Depois da comunhão
- Ó Deus, esta comunhão na Eucaristia prefigura a união dos fiéis em vosso amor; fazei que realiza também a comunhão na vossa Igreja.
- Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 O Terço (Rosário) dos Homens não exige nada e não cobra nada da vida pessoal dos seus participantes, o que faz com que seus membros se sintam livres, e a liberdade dá ao homem o poder de ser aquilo que ele deseja ser, daí as transformações se sucederem de modo espontâneo causado pelo contato que os mesmos passam a ter com Deus por intercessão de Maria.