A Intermediação de Maria Mãe dos Homens
para nos levar ao Cordeiro de Deus

'O ROSÁRIO É A VIDA DE CRISTO CONTEMPLADA COM O OLHAR DE MARIA'
"
Maria é aquela que nos acompanha na escuridão da noite até o clarear do novo dia”

O Primeiro - o número 1  na Internet.- clique aqui
                                                   Criado em 30 de março de 2005

 

Não confundir o site do Terço dos Homens : www.tercodoshomens.com.br
com o
www.tercodoshomens.org.br que é o mesmo 
www.tercodoshomensmaerainha.org.br

Este site apresenta, com exclusividade, o Terço dos Homens rezado nas suas origens pelo primeiro tesoureiro,  
um dos fundadores do grupo. Sr. Manoel Pedral, falecido à mais de 40 anos -
ouçam


82 ANOS DE GRAÇAS E BÊNÇÃOS no Brasil e no mundo

LITURGIA DIÁRIA

PÁGINA INICIAL

Liturgia Diária - do site: do www.cnbb.org.br - Santos(as) do dia: www.cancaonova.org.br
19/03/19 - Terça-feira - da Segunda Semana da Quaresma - branca - se após as Leituras desejar rezar o Terço (Rosário) reze os Mistérios Dolorosos - clique
Oração da Manhã
Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Senhor, no início deste dia venho, em primeiro, Te agradecer por todas as graças que haveis me dispensado,
e pedir, também, Senhor, saúde e força para trabalhar por Ti, paz para o mundo e sabedoria para com todos, pois
quero olhar o mundo com olhos cheios de amor, ser paciente, compreensivo, manso e prudente;
ver, além das aparências, Teus filhos como Tu mesmo os vês, e assim não ver senão o bem em cada um.
Cerra meus ouvidos a toda calúnia e guarda minha língua de toda maldade.
Que só de bênçãos se encha meu espírito.
Que eu seja tão bondoso e alegre, que todos que se achegarem a mim, sintam Tua presença.
Senhor, reveste-me de Tua beleza, e que, no decurso deste dia, eu Te revele a todos.

Amém.
Introdução
Espírito Santo, Tu que nos esclareces em tudo e que iluminas os nossos caminhos para alcançarmos os nossos ideais.
Tu que tens o dom divino de perdoar os erros que cometemos, os que ainda iremos cometer e esquecermos o mal que nos fazem.
Queremos Te agradecer por tudo e pedir que aumentes cada vez mais a nossa fé, para que não nos afastemos de Ti, por maiores que sejam as ilusões materiais.
Queremos Te agradecer pela misericórdia que Tens para conosco, nossos entes queridos, nossos amigos e os que convivem conosco.
E finalmente Te pedimos sabedoria e condições necessárias para que os nossos dias sejam dedicados a Ti, a Deus Pai, ao Teu Filho Jesus Cristo e ao
Terço dos Homens por intermédio do Coração Imaculado de Maria Santíssima, nossa mãe.


Amém.
Ritos iniciais
- São José – esposo de Maria e padroeiro da Igreja.

- Humilde, justo e fiel, José assumiu na fé a missão de se esposo de Maria e pai adotivo de Jesus. Em comunhão dom toda a Igreja, celebremos nosso padroeiro universal e peçamos sua proteção para as famílias do mundo inteiro.
Antífona da entrada
- Eis o servo fiel e prudente, a quem o Senhor confiou a sua casa (Lc. 12, 42).
Ato Penitencial
- Meu Deus, eu me arrependo, de todo coração por todos meus pecados e os detesto, porque pecando, não só mereci as penas que justamente estabelecestes, mas principalmente por vos ofender pois sois sumo bem e digno de ser amado sobre todas as coisas, por isso, proponho firmemente, com a vossa ajuda, não mais pecar e fugir das ocasiões que me levem ao mesmo.
- Ó Deus de poder e misericórdia, que concedeis a vossos filhos(as) a graça de vos servir como devem, fazei que corramos livremente ao encontro das vossas promessas.
- Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.
- Senhor, tende piedade de nós! Cristo, tende piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!
Oração do dia
- Deus todo-poderoso, pelas preces de São José, a quem confiastes as primícias da Igreja, concedei que ela possa levar à plenitude os mistérios da salvação.
- Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Liturgia da Palavra - Deus nos fala
- Deus estabeleceu aliança com a casa de Davi, linhagem à qual pertencia São José e a qual nos veio o rei por excelência, Jesus. Firmados, a exemplo de Abraão, na fé e na confiança, acolhemos a Palavra do Senhor.
Primeira Leitura: 2o Samuel 7, 4-5. 12-14. 16
Leitura do segundo livro de Samuel.

4
Mas a palavra do Senhor foi dirigida a Natã naquela mesma noite, e dizia:
5“vai e dize ao meu servo Davi: ‘eis o que diz o Senhor: não és tu quem me edificará uma casa para eu habitar.
12Quando chegar o fim de teus dias e repousares com os teus pais, então suscitarei depois de ti a tua posteridade, aquele que sairá de tuas entranhas, e firmarei o seu reino.
13Ele me construirá um templo, e firmarei para sempre o seu trono real.
14Eu serei para ele um pai e ele será para mim um filho. Se ele cometer alguma falta, castigá-lo-ei com vara de homens, e com açoites de homens,
16Tua casa e teu reino estão estabelecidos para sempre diante de mim, e o teu trono está firme para sempre’”
.

-
Palavra do Senhor
- Graças
a Deus
Responsório: Sl. 88 (89)
R. Eis que a sua descendência durará eternamente.

R. Eis que a sua descendência durará eternamente.

1. Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, / de geração em geração eu cantarei vossa verdade! / Porque dissestes: “o amor é garantido para sempre”! / E a vossa lealdade é tão firme como os céus. – R.

2“Eu firmei uma aliança com meu servo, meu eleito, / e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor. / Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, / de geração em geração garantirei o teu reinado”! – R.

3.
Ele, então me invocará: “ó Senhor, vós sois meu Pai, / sois meu Deus, sois meu rochedo onde encontro a salvação”! / Guardarei eternamente para ele a minha graça / e com ele firmarei minha aliança indissolúvel. – R.
Segunda Leitura: Romanos 4, 13. 16-18. 22
Leitura da carta de são Paulo aos Romanos.

13Com efeito, não foi em virtude da lei que a promessa de herdar o mundo foi feita a Abraão ou à sua posteridade, mas em virtude da justiça da fé.
16Logo, é pela fé que alguém se torna herdeiro. Portanto, gratuitamente; e a promessa é assegurada a toda a posteridade de Abraão, não somente aos que procedem da lei, mas também aos que possuem a fé de Abraão, que é pai de todos nós.
17Em verdade, está escrito: “Eu te constituí pai de muitas nações”; (nosso pai, portanto) diante dos olhos daquele em quem acreditou, o Deus que dá vida aos mortos e chama à existência as coisas que estão no nada.
18Esperando, contra toda a esperança, Abraão teve fé e se tornou pai de muitas nações, segundo o que lhe fora dito: “assim será a tua descendência”.
22Eis por que sua fé lhe foi contada como justiça.

- Palavra do Senhor
- Graças
a Deus
Aclamação

- Louvor e glória a ti, Senhor, Cristo, palavra de Deus!
- Felizes os que habitam vossa casa, para sempre eles hão de vos louvar!
    

Evangelho: São Mateus 1, 16. 18-21. 24
- O Senhor esteja convosco.
- Ele está no meio de nós.
- Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus
- Glória a vós, Senhor.

16Jacó gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado Cristo.
18Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo.
19José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente.
20Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: “José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo.
21Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados”.
24Despertando, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor!

1ª Reflexão do site http://evangeli.net feita por: + Mons. Ramon Malla i Call Bispo Emérito de Lleida - (Lleida, Espanha)
«José, Filho de Davi, não tenhas receio de receber Maria, tua esposa».

Hoje, a Igreja celebra a solenidade de São José, esposo de Maria. É como um parêntesis alegre dentro da austeridade da Quaresma. Mas a alegria desta festa não é um obstáculo para continuarmos
a avançar no caminho de conversão, próprio do tempo quaresmal.

Bom é aquele que, elevando o seu olhar, faz esforços para que a sua própria vida se adapte ao plano de Deus. E bom é aquele que, olhando para os outros, procura interpretar sempre no bom sentido todas as ações que realizam e defender o seu bom nome. Nestes dois aspectos de bondade se nos apresenta São José no Evangelho de hoje.

Deus tem um plano de amor para cada um de nós, já que «Deus é amor» (1a Jo. 4, 8). Porém, a dureza da vida leva a que algumas vezes não o saibamos descobrir. Logicamente, queixamo-nos e resistimos a aceitar as cruzes.

Não deve ter sido fácil para São José ver que Maria «antes de passarem a conviver, se encontrou grávida pela ação do Espírito Santo» (Mt. 1, 18). Tinha pensado desfazer o acordo matrimonial, mas «secretamente» (Mt. 1, 19). Contudo, «quando o anjo do Senhor lhe apareceu em sonho» (Mt. 1, 20) revelando-lhe que tinha de ser pai legal do Menino, aceitou imediatamente «e acolheu sua esposa» (Mt. 1, 24).

A Quaresma é uma boa ocasião para descobrirmos o que é que Deus espera de nós, e reforçar o nosso desejo de o pôr em prática. Peçamos ao bom Deus «por intercessão do Esposo de Maria», como diremos na Oração Coleta da Missa, que avancemos no nosso caminho de conversão, imitando São José na aceitação da vontade de Deus e no exercício da caridade com o próximo.

E, ao mesmo tempo, tenhamos presente que «toda a Santa Igreja está em dívida com a Virgem Mãe, já que por ela recebeu Cristo, assim também, depois dela, São José é o mais digno do nosso agradecimento e reverência» (S. Bernardino de Sena).
2ª Reflexão do site Evangelho Cotidiano: São Francisco de Sales (1567-1622) - Bispo de Genebra, doutor da Igreja - Conversas, nº 19
«Quando despertou do sono, José fez como lhe ordenara o Anjo do Senhor».

Como foi fiel em humildade, este grande santo! E não podemos dizê-lo com base na sua perfeição, pois, apesar de ser quem era, em que pobreza e opróbrio viveu durante toda a sua vida! Pobreza e opróbrio sob os quais escondeu e encobriu as suas grandes virtudes e a sua dignidade. […]

Na verdade, não tenho dúvida nenhuma de que os anjos, cheios de admiração, vinham em bando considerar e admirar a humildade com que cuidava do Menino na oficina onde praticava o seu ofício, para alimentar o Filho e a Mãe que lhe estavam confiados.

São José foi certamente mais corajoso que David e mais sábio que Salomão; e no entanto, vendo-o dedicado ao exercício da carpintaria, quem poderia conceber tal coisa sem estar iluminado pela luz celeste, tão bem escondidos trazia os dons admiráveis com que Deus o tinha agraciado! Mas tinha de ter muita sabedoria, visto que Deus pusera a seu cargo o seu glorioso Filho […], o Príncipe universal do Céu e da Terra! […] E, apesar de tudo, vede como se rebaixou e humilhou mais do que se poderia dizer ou imaginar […]: vai à sua terra, à sua cidade de Belém, e é rejeitado por todos. […] Vede como se submete às orientações do anjo: este diz-lhe que tem de ir para o Egito e ele vai; ordena-lhe que regresse e ele regressa.

Deus quer que ele se mantenha sempre pobre […], e ele a isso se submete amorosamente, e não apenas durante algum tempo, pois permaneceu pobre toda a sua vida.
Preces dos fiéis
Pr.: irmãos e irmãs, confiantes que o Senhor mantém conosco uma aliança indissolúvel, dirijamos-lhe nossas preces, dizendo:

As.: Por intercessão de São Jose, ouvi-nos, Senhor.

1. Vós, Senhor, que constituístes São José patrono da Igreja, iluminai-a na missão de ser instrumento e sinal de vossa salvação, nós vos pedimos, 

2. Vós que guiastes os nossos pais na fé, conduzi o Papa Francisco em sua missão a frente de vosso povo, nós vos pedimos,

3. Vós que revelastes a São José o mistério de Cristo, fazei vossos fiéis conhecer sempre melhor o vosso Filho, nós vos pedimos,

4. Vós que destes a Virgem Maria um sublime esposo, concedei aos esposos cristãos a graça de amar e respeitar suas esposas, nós vos pedimos,

5. Vós que fizestes de São José protetor das famílias, amparai as crianças com pais generosos e acolhedores que velem pelo seu bem, nós vos pedimos,

Intenções pessoais

Pr.: ó Deus, dai a vossos fiéis o Espírito de verdade e de paz, para que vos conheçam com todo o seu ser e, no cumprimento generoso do que vos agrada, possam sempre gozar dos vosso benefícios.
- Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Liturgia Eucarística
- Bendigamos a Deus por nos ter dado em José um modelo de pai, amigo e protetor; e, a exemplo deste homem justo, ofereçamos ao Senhor nossa vida e missão.
Sobre as oferendas
- Ó Deus de bondade, assim como São José se consagrou ao serviço do vosso Filho, nascido da virgem Maria, fazei que também nós sirvamos de coração puro aos mistérios do vosso altar.
- Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Prefácio: a missão de São José
Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e me todo lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, e na solenidade de São José, servo fiel e prudente, celebrar os vosso louvores. Sendo ele um homem justo, vós o destes por esposo à Virgem Maris, mãe de Deus, e o fizestes chefe da vossa família, para que guardasse, como pai, o vosso Filho único, concebido do Espírito Santo, Jesus Cristo, Senhor nosso. Unidos a multidão dos anjos e dos santos, proclamamos a vossa bondade, cantando (dizendo) a uma só voz...
Antífona da comunhão
- Servo bom e fiel, entra na alegria do teu Senhor (Mt. 25, 21).
Depois da comunhão
- Ó Deus, que na alegria da festa de são José alimentastes neste altar a vossa família, protegei-nos sem cessar e guardai em nós os vossos dons.
- Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 O Terço (Rosário) dos Homens não exige nada e não cobra nada da vida pessoal dos seus participantes, o que faz com que seus membros se sintam livres, e a liberdade dá ao homem o poder de ser aquilo que ele deseja ser, daí as transformações se sucederem de modo espontâneo causado pelo contato que os mesmos passam a ter com Deus por intercessão de Maria.