A Intermediação de Maria Mãe dos Homens
para nos levar ao Cordeiro de Deus

'O ROSÁRIO É A VIDA DE CRISTO CONTEMPLADA COM O OLHAR DE MARIA'
"
Maria é aquela que nos acompanha na escuridão da noite até o clarear do novo dia”

O Primeiro - o número 1  na Internet.- clique aqui
                                                   Criado em 30 de março de 2005

 

Não confundir o site do Terço dos Homens : www.tercodoshomens.com.br
com o
www.tercodoshomens.org.br que é o mesmo 
www.tercodoshomensmaerainha.org.br

Este site apresenta, com exclusividade, o Terço dos Homens rezado nas suas origens pelo primeiro tesoureiro,  
um dos fundadores do grupo. Sr. Manoel Pedral, falecido à mais de 40 anos -
ouçam


82 ANOS DE GRAÇAS E BÊNÇÃOS no Brasil e no mundo

Reflexões do Pe. Eduardo Catalfo - Reitor do Santuário Nacional de Aparecida
Terço dos Homens Movimento Mariano Missionários - 2019

PÁGINA INICIAL

 A COROAÇÃO DA SANTÍSSIMA VIRGEM

Na oração do Terço, os mistérios gloriosos nos fazem refletir sobre as muitas alegrias que estão associadas à Ressurreição de Jesus. Todos os mistérios da glória derivam da verdade mais fundamental da fé cristã: Deus ressuscitou Jesus dos mortos (cf. At. 2, 24). Na origem do Cristianismo, a ressurreição do Crucificado é o evento decisivo. Não é exagero dizer que os mistérios gloriosos são, por excelência, os mistérios que melhor definem o tempo litúrgico da Páscoa. Vivemos o tempo da alegria proporcionada pela Ressurreição do Senhor. Para os cristãos este é o tempo da esperança e da certeza de que somos de Deus e a Ele pertencemos. Os mistérios da glória descrevem cinco eventos muito significativos para a fé cristã e para a piedade popular: 1) A Ressurreição do Senhor; 2) A Ascensão do Senhor; 3) A Vinda do Espírito Santo; 4) A Assunção de Nossa Senhora aos Céus; e finalmente 5) A Coroação da Santíssima Virgem.

A CORAÇÃO DE NOSSA SENHORA

O mês de maio é o mês de Maria, que sempre está muito presente nas orações do Terço. Num gesto simples de piedade popular e de muito amor a Maria, diversas paróquias e comunidades no Brasil fazem a celebração da “Coroação de Nossa Senhora”. Coroar Maria é participar da realeza divina. Afinal, o Reino de Deus já está entre nós, conforme ensina o próprio Jesus (cf. Lc. 17, 21). Ao recordar a Coroação da Santíssima Virgem, o quinto mistério glorioso nos faz pensar no laço estreito e forte que há entre a devoção a Nossa Senhora e a fé em Jesus Cristo. O verdadeiro devoto de Maria sabe que é em Cristo que devemos buscar a razão de nossa Confiança. É nele que a redenção se faz generosamente abundante. Coroar Nossa Senhora significa reconhecer que ela é a Mãe de Deus. A beleza deste título que atribuímos a Maria está na certeza de fé que ela gerou e deu à luz o Filho bendito de Deus. Dizer que Maria é Mãe de Deus é reconhecer a divindade do Filho que ela gerou, conforme ensina a Tradição da Igreja (cf. Gl. 4, 4).

ACONTECIMENTOS ESPECIAIS

No segundo domingo de maio, celebramos com muito carinho o dia das Mães. Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul, Nossa Senhora nos faz pensar que todas as mães são amadas e queridas por Deus. Durante todo o mês de maio, queremos rezar por todas as mães que, apesar das dificuldades, continuam sonhando o mesmo sonho de Deus. No último dia de maio, a liturgia da Igreja celebra a Visitação de Maria a Isabel e os 88 anos da Proclamação de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil (31/05/1931). Reze conosco através da Rede Aparecida de Comunicação ou, melhor ainda, venha participar, aqui no Santuário Nacional, deste momento tão especial de oração e de bênçãos de Deus. Que a Virgem Negra de Aparecida, carinhosamente aclamada por nós como “Rainha e Padroeira do Brasil”, estenda sobre cada um de nós, especialmente sobre todos os Bispos do Brasil que se reuniram, no início de maio, em Aparecida, para a 57ª Assembleia Geral, o seu manto de ternura e de proteção.

JUBILEU DE PRATA DE ORDENAÇÃO EPISCOPAL

É com imensa alegria que celebramos o Jubileu de Prata de Ordenação Episcopal do nosso querido Arcebispo, Dom Orlando Brandes. Ele foi ordenado no dia 5 de junho de 1994, em Joinville-SC, onde iniciou o seu ministério episcopal. Agradecemos a Dom Orlando o carinho pelos Homens do Terço e convidamos você e sua família para participar conosco da Missa de ação de graças no dia 5 de junho, às 9h.
 
   
   

 O Terço (Rosário) dos Homens não exige nada e não cobra nada da vida pessoal dos seus participantes, o que faz com que seus membros se sintam livres, e a liberdade dá ao homem o poder de ser aquilo que ele deseja ser, daí as transformações se sucederem de modo espontâneo causado pelo contato que os mesmos passam a ter com Deus por intercessão de Maria.